segunda-feira, 10 de junho de 2013

Surpresaaaa...

Pois é, ligaste-me para vir à rua. Chegas-te ao pé de mim e deste-me esta rosa. Depois pediste para fechar os olhos e dar-te a mão. Num pedaço de papel muito bem dobrado escreveste-me um poema que só li quando foste embora. Obrigado lindo.


Sem comentários:

Enviar um comentário