segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Sou de manias

Olá,

Uma mania, ou vício, um tique, ou lá o que quiserem chamar que eu tenho. Quando tenho uma revista ou um jornal nas mãos eu faço isto. Leio a capa, começo a folhear e leio as letras gordas e aquelas notícias que me chamam mais atenção. Depois quando acabo, começo a folhear de trás para a frente e a ler praticamente as mesmas coisas. Depois pouso, vou dar uma volta, e quando pego outra vez é que começo a ler. No caso dos jornais, antes de pousar leio as noticias de acidentes, tragédias, aquelas noticias muito más e deois sim, leio o jornal. Eu sei que estão a pensar que sou meia apanhada do clima por ler essas noticias, mas são as noticias que me chamam mais atenção. Fico a pensar nas desgraças e como estamos bem como de repente não somos nada nem ninguém. Precisamos de todos e ao mesmo tempo não precisamos de ninguém. Fonix.

domingo, 29 de dezembro de 2013

Desaparece...

É pá. Qual é a parte do acabou que não percebeste? Porque andas atrás, à frente e por todos os lados? Ainda não percebeste que ele não quer nada contigo? Ganha um pouco de amor próprio. Não te rebaixes mais. Deixa de te armar em detective, e de fazer os outros e dá corda às sapatilhas e desaparece. Pensei que era só nos filmes e novelas que isso existia, que alguém fosse capaz de fazer isso. Nunca na minha imaginei que iria passar por isto. Estou parva da minha vida.
Ele é meu e sempre foi, por isso desampara a loja. Estás a tapar o sol. Um conselho, .... quer dizer, um... sei lá, também não sou boa a dar conselhos, mas se calhar, já que estamos a acabar o ano era uma boa ideia para quando tocar as doze badaladas pedires para arranjares um novo namorado, conheceres gajos novos. Ah, já sei aproveita os saldos, vais à Fnac e compras um cartão de memória e assim que o novo ano comece, tu pimba, mudas de cartão? Limpinho e sem vírus. Olha diz lá, que no meio da m***a toda que fizeste ainda sou tua amiga. A sério, põe te a andar, desiste. O jogo para ti acabou...

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Depois do Natal


Ainda há pouco tempo estávamos a chegar a casa, de malas das férias de verão e a pensar que já faltava pouco para o Natal. Agora, já passou o Natal e já só pensamos na passagem de ano. Como o tempo passa depressa. Fosgasse.

No sábado tive o jantar de Natal com os amigos, como sempre, muito animado (pessoal super divertido e alguns já com canecos fazem a festa).
O dia de Natal em casa, como sempre é muito "soft", sem grandes prendas, alaridos nem confusões.
Não recebi a prenda que tanto quis, mas não vou desistir de a ter.

Agora só me resta esperar pela passagem de ano, que adorava que fosse completamente diferente do que costuma ser, ou seja, adorava que fosse fora de casa. Também já sei quais são os meus desejos para 2014.
Nem tudo é mau. Estou de férias. Só vou trabalhar para o ano.

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Eu fui...

Sabem quem fui ver no sábado passado? I am Hardwell ao pavilhão Meo Arena. Opá, isto não é bem a minha onda, mas sabem que mais? ADOREI. Um espetáculo. Não fiquei até ao fim, mas o tempo que fiquei foi muito bom. Excelente mesmo. 


sábado, 7 de dezembro de 2013

Arruma o teu chaço

Então não é que o meu boss, me pediu para não estacionar o meu carro, em frente à porta de outra empresa, porque o outro patrão quando chegava não tinha sítio para estacionar e tinha que pôr o carro longe? E que quando está a chover era chato andar à chuva? Pois, mas eu não tenho culpa do patrão andar à chuva. Aliás, eu também ando à chuva. E ainda mais, eu não tenho culpa de quando ele vai para a empresa o estacionamento está todo ocupado. Se for como eu, trabalhar às 8h, tem muito lugar livre.
Quando ouvi o boss dizer da chuva, partiu-me toda. 

P.S. Eu já tinha topado que às vezes quando chegava ao trabalho, ele estacionava de maneira a eu não conseguir pôr, então quando tinha oportunidade eu pimba. Punha lá o meu chaço.