quinta-feira, 19 de março de 2015

Quem vê caras não vê corações

Estou chocada, uma colega tem tido problemas na sua vida pessoal e várias vezes enquanto trabalha desabafa comigo e com os nossos colegas sobre isso. O problema de muitas famílias neste, e noutro país qualquer, é ter dinheiro para as despesas mensais. Sabemos que o processo de divórcio está a andar, mas se há uns tempos para cá as coisas financeiramente andavam mal, agora é muito pior. Ele foi deixando de dar dinheiro para as despesas, só o ordenado dela para tudo, e quando lhe pede dinheiro ri-se na cara dela. Hoje, em modo de desabafo, diz-nos que passa fome. O filho não, mas ela sim, porque o dinheiro que ganha não dá para tudo. Devem estar a pensar o que ele faz ao dinheiro, não é? Pois, nem ela sabe qual é o ordenado dele porque ele deita as folhas fora, e não se preocupa nem com o filho.
Trabalhamos juntas à alguns anos, nunca pensei que ela estava a sofrer desta maneira. E ainda ela diz que não sabemos nem metade da história dela.

P.S. Se isto não é nem metade da história e já está nesta situação, tenho medo do que virá mais para a frente.

P.S.2. Também sei que dívidas têm algumas. Valor? É melhor não dizer. É muito mau mesmo.


História muito abreviada.

1 comentário:

  1. Fico de coraçãozinho tão apertado e sinto-me tão triste por ouvir estas historias :( O pior mesmo é saber que há mesmo muitas assim...

    Beijinho*

    ResponderEliminar