terça-feira, 14 de maio de 2013

FUGIR

 
Era pegar na mala e partir. Sem destino, sem horas, sem marcações, sozinha.
Apenas eu, e os meus pensamentos e o meu tempo.
O que aconteceu, o que está a acontecer e o que espero que acontecerá.
 


Sem comentários:

Enviar um comentário